quinta-feira, 14 de maio de 2015

Entrevista com Rychard Guardalupi

Entrevistamos o boxeador riograndino Rychard Guardalupi, um jovem atleta que vem demonstrando que veio para ficar e seguir militando na divisão dos meio médios.

Como e porque você começou a praticar Boxe?Comecei através  do meu ex-sogro, sempre gostei do boxe e ele já treinava a um bom tempo foi quando surgiu a oportunidade  de começar a treinar.                     
O que atraiu você ao Boxe?
Meu objetivo era ser um atleta um lutador de Boxe Profissional, assim como eu olhava na tv os lutadores profissionais  lutando meu sonho era ser um grande lutador de boxe.
E continua  estamos trabalhando  forte para um dia chegarmos ao lugar onde desejamos.

Quais foram as maiores dificuldades quando você começou a praticar Boxe?
Minha dificuldades  foi em não ter condições financeiras pois sou de família humildade, embora isso, meu pai e minha mãe sempre deram duro para  me apoiar e nunca faltar nada na mesa, as dificuldades foram muito grandes.

Em qual categoria você está lutando?
Hoje eu luto na categoria  meio médio  até 66.7 kg

Pensa em mudar de categoria?
Meu desejo é continuar na mesma categoria.

Quem são seus ídolos no Boxe.
Manny Pacquiao, Canelo Alvarez, Acelino Popó Freitas e Roy Jones Jr.

Em qual equipe você treina e como são os treinamentos?
Hoje eu treino a parti de boxe com a minha equipe, a Guardalupi Team também faço minha preparação fisica na academia Olympus e Estamos treinando duro, são treinos para competição de ponta.

Você patrocinadores?
Tenho o patrocínio  da Olympus, Extreme Suplementos, Gina Sul postes, Grupo Signorini e fisiopilate Carioca.

Quais são seus planos para este ano no Boxe?
Meus objetivos primeiramente e ganhar minha próxima luta que  vale o título sul americano da WBU, essa luta é muito importante para mim, primeiro pelo título que será muito bom para a minha carreira e também por estar lutando por um grande  título em minha cidade receber o apoio da torcida  e muito bom e uma força a mais e vou lutar muito feliz pois já fazem quase dois anos que eu não luto em minha cidade estou muito focado para a vitória ficar em Rio Grande e depois dessa luta, em breve espero lutar novamente e com o grande apoio da ANB e do presidente  Adimilson Vasconcelos,  com certeza iremos focar em busca uma nova conquista  e  fazer esse ano o máximo de lutas que poder.

Você gosta de futebol? Para qual ti me você torce?
Sim gosto muito de futebol, mas já fazem uns 3 anos ou mais que não jogo futebol para me preservar e não acontecer de me lesionar.
O time do meu coração  e o Esporte Clube São Paulo de Rio Grande Clube, o que hoje eu represento no boxe.

Por Márcio Goulart Reginatto - Boxeando.Net